• BragaHabit

Assembleia de Moradores de Braga e o Programa "Viva O Bairro"

Na 4ª reunião da Assembleia de Moradores de Braga esteve a debate a o programa "Viva O Bairro" e uma proposta de como proceder à sua implementação. A reunião ocorreu nas instalações do Human Power Hub, num ambiente tranquilo de partilha e uma comunicação aberta entre todos os presentes.


Desde a sua génese que a Assembleia de Moradores tem-se revelado um espaço de partilha de projetos, ideias e oportunidades em prol da melhoria dos bairros sociais de Braga. Nesta 4ª reunião, contamos com a presença do administrador da BragaHabit e dos representantes dos moradores dos bairros das Enguardas, Andorinhas, Santa TEcla, Picoto, Parretas, Montélios, Bracara Augusta, Nogueira da Silva e Alegria. A debate esteve uma proposta de implementação do Programa "Viva O Bairro".


Programa "Viva o Bairro"

O Programa "Viva O Bairro" apresenta-se como uma iniciativa local de habitação. Com um financiamento fixado pelo Município de Braga, de acordo com a dotação prevista no seu orçamento anual. Este programa encontra-se com a gestão administrativa da responsabilidade de BragaHabit.


Ainda em fase embrionária, mas com o desenho do regulamento já adiantado, o "Viva O Bairro" visa o envolvimento ativo os moradores dos bairros. Isto porque é um programa que pretende dar voz aos projetos desses moradores. Consequentemente, permitirá à BragaHabit em conjunto com as associações de moradores dos bairros de Braga identificar, mais fácil e rapidamente, problemas e oportunidades.


Ao ser um instrumento de política pública do Município de Braga, o Programa "Viva O Bairro", visa dinamizar parcerias e pequenas intervenções de melhoria dos ecossistemas bairristas abrangidos. Tal acontecerá através do apoio a projetos locais que contribuam para o reforço da coesão social do território municipal.



1º passos na implementação do programa

Nesta 4ª reunião de Assembleia de Moradores ficou acordado que a intervenção do programa devrá focar-se nas respostas às necessidades identificadas pelas comunidades locais.

Tais respostas deverão:

  • Contemplar os contextos próprios de cada bairro.

  • Apoiar diretamente as redes locais nos territórios prioritários.

  • Dirigir particular atenção a ações nos domínios da Cidadania, Educação, Emprego, Exclusão Social, Solidariedade Comunitária, Desporto, Saúde e Bem-Estar.


Esta foi uma reunião lucrativa no que concerne a troca de ideias e opiniões. Acreditamos que em conjunto chegaremos a um plano de implementação viável, funcional e útil para todos os bairros e suas comunidades.


Saiba mais sobre a criação da Assembleia de Moradores de Braga aqui .


6 visualizações