• BragaHabit

Jovens em destaque no projeto de inovação social M.A.P.A. no Bairro das Enguardas

O projeto de inovação social M.A.P.A. (Movimento de Arte Pública Alternativo), no Bairro das Enguardas, está em destaque. Foi, inclusivamente, realçado na comunicação social, como é exemplo o Jornal de Notícias.


Inclusão pela arte com 2 murais já concluídos no Bairro das Enguardas

Este projeto de inclusão pela arte já envolveu cerca de 120 jovens, com idades entre os 12 e 25 anos. Um trabalho promovido pelo Município de Braga e com financiamento europeu. E que conta com parceiros como a BragaHabit, a Associação de Moradores do Bairro das Enguardas e a Junta de Freguesia de S. Victor.


As crianças e jovens do Bairro das Enguardas começaram por ficar atentas e fotografar pormenores e pessoas do local onde vivem. Depois, transformaram esses fragmentos em dois murais gigantes que estão agora nas fachadas de prédios.


Desde as pombas que estão sempre por perto, aos becos do Bairro. Passando pelos sacos de plástico das compras pousados no chão ou aqueles moradores que despertam mais atenção. Foram as imagens mais retratadas pelos jovens, ao abrigo deste projeto de inovação social.


Um lugar para os jovens se exprimirem

As sessões com as crianças do Bairro arrancaram em abril do ano passado. E contaram com a orientação dos profissionais do centro artístico Casa ao Lado.


Carolina Quinteiro, de 12 anos, foi uma das mais ativas nas sessões. “Estraguei muita roupa a fazer estes murais”, disse a jovem, sorridente. E confessa que agora olha para aquelas duas fachadas “com orgulho”. “Muita gente da minha escola já veio aqui tirar fotos para postar no Instagram”, conta.


A jovem diz que criar obras de arte “foi uma experiência de outro mundo”. Mas, o projeto permitiu, ainda, que os jovens integrassem diversas outras oficinas. Pelo meio, pô-los em contacto com várias técnicas como serigrafia, gravura ou impressão.


Vários desafios foram lançados, pela equipa da Casa ao Lado, aos jovens e crianças do Bairro. “Que peças podiam ser criadas a partir dos murais? Como podiam criar o próprio emprego a partir de uma imagem? Como é que podiam criar um roteiro cultural?” foram alguns dos reptos, como explicou Joana Brito, a diretora artística.


Ricardo Miranda, outro dos diretores artísticos conclui que “O nosso interesse foi que eles se pudessem exprimir, ter uma opinião e sentirem que ficou ali uma marca."


Visita guiada pelas obras artísticas dos jovens

Esta semana decorreu, ainda, uma visita guiada pelas obras artísticas criadas. A visita, contou com um audioguia, onde os moradores contam as histórias associadas a cada imagem.


Sendo que, este foi o culminar de quase dois anos de trabalho. Onde, além dos murais nas fachadas do Bairro, também se incluiu uma intervenção artística no muro da Escola Básica das Enguardas.


Agora, quem passa na estrada do Bairro das Enguardas, não fica indiferente à imagem colorida que sobressai dos murais. Uma imagem forte, onde se destaca um conjunto de mãos unidas. Porque, como explicou a Carolina “Temos os nossos conflitos, mas depois ficamos todos amigos outra vez”.


Conheça os projetos sociais da BragaHabit, aqui.






4 visualizações