• BragaHabit

Descubra como as Empresas Municipais de Braga são um exemplo de rigor e capacidade de gestão

As empresas que constituem o Universo Municipal de Braga apresentaram os respetivos relatórios de Gestão e Contas de 2021, com particular foco na gestão estratégica.




Estes documentos foram analisados em sede de reunião do Executivo realizada no gnration. AGERE, BragaHabit, InvestBraga, Teatro Circo e Transportes Urbanos de Braga, voltaram a demonstrar que, mesmo num ano marcado pela crise pandémica, cumpriram com rigor a função de serviço público nas áreas que tutelam.


AGERE apresenta gestão ótima de água, efluentes e resíduos


Em 2021, a AGERE, foi considerada a melhor empresa pública do setor empresarial local pelo anuário financeiro dos municípios portugueses. E apresentou progressos significativos na gestão da água, efluentes e resíduos no Município de Braga. Esta otimização do processo de gestão teve por base os princípios de:

  • Serviço público

  • Equilíbrio económico-financeiro

  • Eficiência operacional

  • Responsabilidade social e ambiental

No plano económico-financeiro, a AGERE fechou o ano com a sua situação consolidada:

  1. Um volume de negócios de 31,9 milhões de euros, mais 5,55% quando comparado com 2020 (30,2 milhões de euros),

  2. Um resultado líquido de 6,9 milhões de euros, mais 3,94% que no ano anterior (6,7 milhões de euros)

  3. Uma margem EBITDA a situar-se em 48,75%

  4. Autonomia Financeira em 52,56%


Investimento global da AGERE

Na AGERE, o investimento global, em 2021, foi de 5,2 milhões de euros, correspondendo a 57,05% de execução, que continuou condicionada pelas restrições da pandemia. Em comparação com 2020, em que o investimento ascendeu a 3,6 milhões de euros, houve um acréscimo de 42,41% no volume global de investimento. A empresa perspetiva continuar o plano de investimentos, com empreitadas previstas no valor de 17,7 milhões de euros para 2022.


Ainda em 2021, a empresa de águas e resíduos municipal lançou o concurso público internacional para a construção da ETAR do Este. Um investimento de 30 milhões de euros com um financiamento comunitário de 9 milhões.


Este investimento, iniciado em 2015 e prioritário para a AGERE e o Município de Braga vai permitir aumentar a resiliência do Sistema Cidade a três níveis:

  • Constitui um reforço substancial da capacidade de tratamento instalada

  • Instaura a possibilidade de divisão dos caudais de descarga em duas bacias hidrográficas

  • Contribui para a melhoria da performance e para a qualidade de vida dos Munícipes


BragaHabit alarga os apoios sociais e torna os processos de candidatura mais céleres


Em 2021, a Bragahabit analisou 813 candidaturas de pedidos de apoio habitacional que foram alvo de avaliação social, entrevista e respetiva classificação.


No total, foram avaliados:

  • 76 pedidos de habitação social

  • 26 pedidos de mobilidade

  • 688 pedidos de apoio ao arrendamento

  • 23 pedidos de residência partilhada

A 31 de Dezembro, a Bragahabit apoiava 1230 famílias (511 em habitação social, 160 em subarrendamento e 559 em Regime de Apoio Direto ao Arrendamento) e 36 indivíduos em regime de residência partilhada.


2021 foi um ano especialmente importante para a Bragahabit:

  1. A empresa municipal que geres os apoios à habitação iniciou o processo de revisão do Regulamento de Apoio à Habitação do Município de Braga. O objetivo é o de alargar os apoios sociais, sobretudo ao nível do RADA

  2. 2021 foi também dado o pontapé de saída para a implementação do Balcão Único, Uma ferramenta digital que facilitará o acesso dos cidadãos aos apoios da Bragahabit, permitindo, simultaneamente, uma análise mais célere e transparente de todas as candidaturas e de todos os processos

  3. O período encerrado fica também marcado pela aprovação da Estratégia Local de Habitação de Braga

  4. A assinalar finalmente, a assinatura do Acordo de Financiamento entre o Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana e a Bragahabit, no âmbito do 1º Direito - Programa de Apoio ao Acesso à Habitação. Este acordo assegura um financiamento de 15 305 517,90€ à Bragahabit para reabilitação do seu parque habitacional e construção de 40 novos fogos até 2026

InvestBraga atinge valores recorde na retoma pós-pandémica


Para a InvestBraga, 2021 foi um ano de retoma.


No regresso aos eventos do Altice Forum Braga, o destaque vai para o Congresso da Ordem dos Médicos Dentistas. Em igual ordem de importância e capacidade de mobilização de parceiros e público, as feiras próprias como a AGRO, o Salão Automóvel e da Mobilidade, a Braga Brick Fan, a Expo Animal e a Feira do Livro de Braga.


O Altice Forum Braga foi o espaço responsável por acolher o Centro de Vacinação COVID-19, em coordenação com as autoridades de saúde e com o Município de Braga. Eleito o melhor espaço em Portugal, o venue dedicado a feiras, congressos e eventos alcançou em 2021 o visitante 1 milhão.


Quanto à vertente da InvestBraga associada à missão de desenvolvimento económico e apoio ao empreendedorismo, o destaque vai para a captação de cerca de 288 milhões de euros em investimento pelas 170 startups apoiadas pela Startup Braga. Este montante perfaz um valor acumulado de 350 milhões de euros desde a fundação do hub de inovação.


Sword Health integra o hub de inovação


Em 2021, a Sword Health, startup que integra o hub de inovação, ascendeu ao estatuto de unicórnio. O sexto português!


No âmbito da diplomacia económica, a InvestBraga retomou as visitas institucionais a empresas do concelho. Foi neste âmbito que José Aristóteles Gonçalves, CEO da empresa Eticadata Software, foi nomeado embaixador empresarial.


Na área da captação e retenção de talento, destaque para as 4.216 interações dos utilizadores registados no portal Work In Braga.


Finalmente, o Centro de Juventude de Braga, inaugurado pouco tempo antes do primeiro confinamento, recebeu, até ao final de 2021, clientes provenientes de 54 países, cobrindo, desta forma, 28% dos países do mundo e 81% dos países da União Europeia. Ao longo de 2021, esta unidade de negócio desenvolveu ainda iniciativas que visaram a promoção da formação dos jovens, conquistando, neste âmbito, o selo de qualidade do Corpo Europeu de Solidariedade (CES).


Theatro Circo e GNRation reforçam programação própria


Em 2021, a empresa municipal Teatro Circo de Braga EM, SA, apostou no reforço da programação própria do Theatro Circo e do gnration.


Este investimento decorre no seguimento da vontade de candidatura de Braga a Capital Europeia da Cultura em 2027 e reflete um programa contemporâneo de valorização e equilíbrio entre as diferentes áreas artísticas.


Num ano marcado pela pandemia, o Theatro Crico realizou 320 atividades para um público de 30.397 pessoas. Os espetáculos representaram 43% da oferta cultural do Theatro Circo, tendo atraído 71% do público. Música e o teatro figuraram como as áreas artísticas de maior expressão.


Foi em 2021 que a gestão do gnration passou para a tutela da empresa Teatro Circo, EM, AS. O espaço registou um total de 347 atividades para um público de 27.521 pessoas. Ao contrário do Theatro Circo, o gnration manteve um forte pendor digital na sua programação nuclear, tendo o público online representado 82% do total.


Em 2021 o projeto Braga Media Arts realizou 189 atividades, a maioria das quais na área de formação e mediação, para um total de 1.931 pessoas. Já o Braga’27 realizou 72 atividades para um total de 796 pessoas.


Oito anos de resultado líquido positivo nos TUB


Para os TUB – Transportes Urbanos de Braga, o ano 2021 fica marcado pela promoção da mobilidade sustentável no Concelho.


Entre os projetos mais relevantes, encontram-se:

  • Alargamento da gratuitidade a todos os alunos até ao 12.º ano de escolaridade

  • A alteração do zonamento tarifário que passou de três para duas zonas, com um alargamento da zona 1, beneficiando diretamente mais 3 mil clientes

  • A aquisição de 25 novos autocarros a Gás natural, em funcionamento desde Dezembro de 2021, num investimento de cerca de 6M€

  • A submissão de uma nova candidatura entretanto aprovada para a aquisição de mais 30 novas viaturas elétricas, num investimento superior a 15M€

A crise pandémica reverteu em quatro primeiros meses de procura muito reduzida do transporte público. Mas, com o fim dos confinamentos e a vacinação a decorrer de uma forma mais célere, houve uma recuperação na procura. E a verdade é que os TUB fecharam o ano de 2021 com um aumento de +18% de passageiros transportados comparativamente ao ano de 2020.


Em 2021, pelo oitavo ano consecutivo, os Transportes Urbanos de Braga apresentaram um resultado líquido positivo, no valor de 635.090,30€.



Braga numa aposta consistente e sustentável, através de políticas públicas que refletem uma visão estratégica e cocriada do Município em todas as suas valências.


Saiba mais sobre a BragaHabit e os seus projetos aqui.


4 visualizações