top of page
  • Foto do escritorBragaHabit

"Viva o Bairro" apoia Associações de Moradores

A iniciativa da BragaHabit e do Município de Braga volta a apoiar dez projetos, nesta que é a II Edição. O objetivo é intervir junto das comunidades locais por forma a identificar necessidades em territórios prioritários.



A listagem dos projetos já é conhecida:

  • Viva às Andorinhas, da Associação de Moradores das Andorinhas em parceira com a Associação Ágora Bracarense (20 mil euros);

  • Bairro Alegre, da Associação de Moradores do Bairro da Alegria em parceria com a Junta de Freguesia de S. Victor (20 mil euros);

  • Escola de Música e Cidadania, promovido pela Fundação Bomfim, em parceria com a União de Freguesias de S. Lázaro e S. João do Souto e Associação de Moradores do Bairro Nogueira da Silva (29.997 euros);

  • Envelhecimento Activo, da Associação de Moradores do Bairro Social das Enguardas, em parceria com a Junta de Freguesia de S. Victor, Casa do Areal e Liga Portuguesa Contra o Cancro (20 mil euros);

  • 2.º Festival Internacional de Ilusionismo, da Associação de Moradores de Montélios e S. Frutuoso, em parceria com a União de Freguesias de Real, Dume e Semelhe, Associação de Moradores do Parque Norte e Escoteiros de Braga - Grupo 53 Real (20 mil euros);

  • Hortas Comunitárias, da Associação de Moradores do Bairro Nogueira da Silva, em parceria com a União de Freguesias de S. Lázaro e S. João do Souto (10 mil euros);

  • Das Ruas para o Ringue, da Associação Parretas Team – APT, com o apoio da União de Freguesias de Braga Maximinos, Sé e Cividade (20 mil euros);

  • Academia Tecl@rt, da Delegação de Braga da Cruz Vermelha Portuguesa, em parceria com a Junta de S. Victor e Associação Juvenil ‘A Bogalha’ (20 mil euros);

  • CATIVAR 2.0, da Associação Juvenil ‘A Bogalha’, com o apoio da Junta de S. Victor, Casa de Saúde do Bom Jesus e Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (20 mil euros);

  • Turma do Bairro, da Organização Portuguesa de Ajuda Humanitária, em parceria com a ADMS – Braga (20 mil euros).


Na I Edição também foram apoiados 10 projetos locais, que contribuíram para o reforço da coesão social do território municipal.


O programa pretende dar resposta a necessidades identificadas pelas comunidades, em função dos seus contextos, tendo como prioridade a intervenção em área como:

  • cidadania;

  • educação;

  • emprego;

  • exclusão social;

  • solidariedade comunitária;

  • desporto;

  • saúde e bem-estar.


Carlos Videira, administrador da empresa Municipal, ressalva que


Este é um bom exemplo de de promoção da participação dos cidadãos nas políticas de habitação.

Para João Rodrigues, vereador da Habitação da Câmara Municipal de Braga, o programa Viva o Bairro


É um bom exemplo de democracia participativa, numa efetiva delegação de competências na sociedade e que coloca uma verba considerável ao serviço da população. O município de Braga, quer na vertente financeira, quer na vertente imaterial, tem desenvolvido diversos projetos que promovem a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos.

A vereadora da Coesão Social, Carla Sepúlveda ressalva a importância das parcerias entre o Município e as diversas associações, nomeadamente as de moradores.


Esta é uma política que vem dar voz aos cidadãos e às organizações, apoiando projetos diferenciadores que promovem o bem-estar.

11 visualizações

Comments


bottom of page