top of page
  • Foto do escritorBragaHabit

Habitação: Bragahabit lança OPA para aquisição de 30 imóveis

Com um investimento no valor de 5 milhões de euros, os imóveis serão disponibilizadas para arrendamento apoiado, por forma a dar resposta à lista de espera.



Segundo o Carlos Videira, administrador da BragaHabit, a oferta pública de aquisição (OPA), que será lançada a 9 de outubro, incidirá na compra de 30 imóveis prontos a habitar.


Em causa estão duas habitações tipo T1, 12 habitações T2, 11 habitações T3 e 5 habitações T4, que vão ao encontro de algumas das necessidades identificadas na lista de espera para arrendamento apoiado. É uma lista de espera que tem vindo a crescer, cada vez mais. Nós neste momento temos 423 candidaturas, sendo que muitas destas candidaturas são de pessoas ou de famílias que já estão integradas no sistema.

Destas 423 candidaturas:

  • 27 encontram-se em sobreocupação (fazem parte de agregados familiares de subarrendamento e/ou habitação social);

  • 227 com número de RADA atribuído, sendo que apenas 151 se encontram ativos (a setembro de 2023);

  • uma das candidaturas que se encontrava a receber RADA irá passar para a modalidade de subarrendamento;

  • três candidaturas já beneficiaram de subarrendamento;

  • quatro candidaturas já beneficiaram de Habitação Social;

  • duas candidaturas encontram-se integrados em Residência Partilhada;

  • duas candidaturas encontram-se em habitações protocoladas com a Bogalha.


Estamos a falar de um número superior a 50% de famílias que estão em lista de espera, que precisam de uma outra solução, mas que de alguma forma já estão a ser apoiadas e já estão dentro do sistema.

Para além deste processo, a BragaHabit havia já comunicado a aquisição de 21 fogos, num investimento total de cerca de três milhões e meio de euros. Contudo, uma vez que estas habitações precisam de ser reabilitadas, o valor poderá rondar os 400 mil euros.

Desta forma, segundo Carlos Videira, algumas destas habitações deverão estar prontas a habitar no final deste ano e as restantes em 2024.


Ambos os casos contam com o financiamento do 1.º Direito, sendo que as candidaturas estão a ser submetidas no portal da habitação.

10 visualizações

Comments


bottom of page