top of page
  • Foto do escritorBragaHabit

Habitação: BragaHabit avança com obras no bairro social das Enguardas

Num investimento de 651 mil euros, serão realizadas obras em 17 fogos.



A intervenção decorre ao abrigo do programa "1.º Direito", contratualizado com o Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana.


Carlos Videira, Administrador da empresa municipal esclarece que,


No caso do bairro das Enguardas, já tínhamos feito uma intervenção em 55 fogos no PEDU [Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano]. Da parte da BragaHabit, faltava-nos intervir em 27, sendo que 17 estão contratualizados e os outros 10 sê-lo-ão nos próximos dias, o que perfaz um milhão de euros.

Refere ainda que existem cerca de 80 a 90 proprietários privados que poderão apresentar as suas candidaturas enquanto beneficiários diretos. Para isso, contarão com o apoio técnico da BragaHabit.


Até ao dia 31 de março de 2024, que é a data limite para a apresentação de candidaturas, procuraremos ajudar neste processo, tal como estamos a fazer no bairro das Andorinhas, onde já foram submetidas candidaturas de quatro beneficiários diretos.

Neste momento, a BragaHabit tem aprovadas 21 candidaturas, num investimento global de 8,5 milhões de euros. Este valor permitirá intervir em cerca de 180 fogos, quer em bairros, quer espalhados pela cidade.


As candidaturas aprovadas recentemente juntam-se aos investimentos no bairro das Andorinhas, que já estão em curso. Mas também na praceta Padre Sena de Freitas, com arranque em setembro, visto que o procedimento de contratação pública já está concluído.


Banco Ortopédico


A Associação de Moradores do Bairro Social das Enguardas vai disponibilizar ajudas técnicas gratuitas, do seu Banco Ortopédico. Estas serão atribuídas a beneficiários que sejam indicados pelas entidades:

  • BragaHabit;

  • Junta de Freguesia de São Victor;

  • Centro de Cultura e Desporto dos Trabalhadores da Segurança Social e Saúde do Distrito de Braga.


O protocolo entre as quatro instituições foi celebrado hoje. Este prevê a partilha do material ortopédico como camas articuladas ou cadeiras de rodas. Pretende-se assim suprir casos de necessidade que venham a ser identificados.


Aquando assinatura do acordo, António Araújo, presidente da Associação de Moradores do Bairro Social das Enguardas ressalvou que,


Só juntos e a trabalhar em parceria seremos capazes de fazer alguma coisa de positivo.
13 visualizações

Commenti


bottom of page