top of page
  • Foto do escritorBragaHabit

BragaHabit conta já com 21 candidaturas aprovadas no Programa 1.º Direito

Num investimento global de 8,5 milhões de euros, destinado à reabilitação e intervenção em 180 fogos, em Braga.



Carlos Videira, Administrador da empresa municipal, esclarece que respeitante ao Bairro das Enguardas, foram aprovadas mais 9 candidaturas. Esta aprovação, por parte da IHRU - Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana, dá luz verde a 17 habitações, num total de 615 mil euros de investimento.


Depois foram também aprovadas candidaturas para várias habitações que temos dispersas na cidade, desde a Rua Fialho de Almeida, Rua Pintor Eduardo Luís, Rua Professor Machado Vilela, e mais recentemente, para a candidatura apresentada para a Calçada de Santa Tecla.

Com intervenção já realizada em 55 fogos, no âmbito do PEDU, no Bairro das Enguardas,


Faltava-nos intervir, da parte da Bragahabit, em 27 fogos, dos quais 17 já estão contratualizados e dez serão contratualizados nos próximos dias. Encontramos várias dificuldades nestas candidaturas devido a problemas nos registos de propriedade que tinham sido feitos.

Segundo Carlos Videira, foi necessário regularizar os processos uma vez que nos registos, as peritagens não correspondiam às tipologias dos apartamentos. Só após esta regularização é que as candidaturas puderam avançar.

Agora é necessário aguardar pela aprovação destas 2 candidaturas, que correspondem a 10 fogos. Isto para o processo de contratação pública, para intervenção interior e exterior.


Com financiamento obtido no ano passado, a Bragahabit tem já em curso a intervenção no Bairro Social das Andorinhas e na Praceta Padre Sena de Freitas.


Vamos também entrar em obra para a reabilitação de 23 fogos na Praceta Padre Sena de Freitas agora no mês de Setembro porque já concluímos o processo de contratação pública. Um investimento de cerca de 1 milhão de euros.

Para além dos bairros, a Bragahabit crê que entre 80 a 90 proprietários reúnem as condições para candidatura ao 1.º Direito. Assim, estes poderão avançar com intervenções nas suas casas ou em partes comuns.


Já foram feitas reuniões de condomínio, as sessões de esclarecimento, e vamos procurar, até ao dia 31 de Março, data limite para apresentação de candidaturas, ajudar neste processo.

De ressalvar que no Bairro das Andorinhas o procedimento foi semelhante. Já foram submetidas candidaturas de 24 beneficiários diretos e continuarão a sê-los nos próximos dias.

No que diz respeito ao Bairro de Santa Tecla, falta apenas intervir no Bloco 2, entradas 1, 2 e 3. Sendo que, os trabalhos de mobilidade das famílias tiverem início a 21 de Agosto.

Comentarios


bottom of page