• BragaHabit

Cerimónia dos projetos de inovação social do programa de aceleração do Human Power Hub

A cerimónia do programa de aceleração do Human Power Hub deste ano, decorreu no passado dia 16 de setembro, no Centro de Juventude de Braga.



Foi uma cerimónia de assinatura dos contratos de incubação dos novos projetos de inovação social. Projetos estes que irão integrar o programa de aceleração 2022 do Human Power Hub (HPH). E foi, também, o momento de transição dos projetos de incubação de anos anteriores para o programa de scaling.


Um processo formativo de grande impacto social


O programa de aceleração foi realizado entre os meses de abril e junho deste ano. E consistiu num processo formativo de impacto social através de ações de capacitação e acompanhamento especializado.


Nesta cerimónia, o administrador executivo da Bragahabit, Carlos Videira, deu os parabéns aos participantes. E assinalou a importância que os seus projetos têm para o “crescimento e fortalecimento do ecossistema de inovação social e empreendedorismo social em Braga”.


Carlos Videira enalteceu, ainda, a relevância da integração do HPH na estrutura da empresa municipal BragaHabit. Na medida em que esta inclusão possibilita um alargamento da esfera de ação. Nomeadamente, ao nível das respostas sociais a diferentes tipos de público-alvo.


O período de incubação


A incubação consiste na disponibilização de um espaço físico com vista à implementação das iniciativas empreendedoras. Isto de modo a proporcionar às entidades incubadas condições privilegiadas de acesso a uma série de apoios. Como o acesso a uma comunidade de empreendedores sociais e organizações de impacto, entidades especializadas de consultoria, contabilidade, serviços jurídicos, entidades públicas, investidores e financiadores.


Sendo que, durante todo o período de incubação são realizadas reuniões periódicas com vista ao acompanhamento dos projetos.


A fase de scaling


Relativamente aos projetos que passam a integrar a comunidade de scaling, o HPH compromete-se a apoiá-los igualmente. Essencialmente, com vista à sua sustentabilidade fora do ambiente de gestação e do concelho de Braga. Nomeadamente, assegurando o seu acesso a uma comunidade internacional de empreendedores sociais e organizações de impacto, entidades públicas, investidores e financiadores.


Tudo isto no sentido de proporcionar o aumento da sustentabilidade destas iniciativas empreendedoras.



Saiba mais sobre os projetos sociais da BragaHabit aqui.



3 visualizações