top of page
  • Foto do escritorBragaHabit

Braga avança com criação de centro de acolhimento de refugiados

O espaço resultará do acordo celebrado entre o Alto Comissário para Migrantes e a Câmara Municipal de Braga. O Município cederá os direitos de utilização da antiga escola primária de Celeirós à Bragahabit.


A proposta é hoje sujeita a votação, na reunião do Executivo Municipal. Esta visa a cedência do imóvel por um período de 25 anos. Segundo a avaliação feita pelo Tribunal da Relação de Lisboa e da Comissão dos Mercados Imobiliários, a cedência do espaço ascende os 127 624 €. Sendo que, a Bragahabit assegura o pagamento anual de 5105 €.


Com a necessidade da cooperação do Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana, a Bragahabit esclarece que


No seguimento de um contato do Conselho Diretivo do Alto Comissariado das Migrações, surgiu a oportunidade de apresentar uma candidatura à Bolsa Nacional de Alojamento Urgente e Temporário. Com um financiamento a 100% no quadro do Plano de Recuperação e Resiliência.

Carlos Videira, Administrador da Bragahabit reforça que o objetivo é


A criação de um centro de acolhimento e formação/capacitação de trabalhadores migrantes que lhes permita uma melhor integração no mercado laboral.

Assim, nos documentos apresentados para análise e votação pode ler-se que


A candidatura terá por objeto a criação de uma resposta estruturada e transversal para a disponibilização de soluções de alojamento de emergência ou de transição. Destinadas a pessoas em que se encontram em situação de risco e emergência, tendo em vista a sua inclusão social, proteção e autonomização, o combate às desigualdades a garantia de adequada proteção social.

O centro de acolhimento terá dois pisos, valências de cariz social e 16 alojamentos para migrantes e refugiados, cozinha e instalações sanitárias.

90 visualizações

Comments


bottom of page